:: Edição 18 :: 02/08/2016

Fachesf divulga Cota do Plano CD do mês de junho



Em junho, o Plano CD da Fachesf - Benefício a Conceder (relativo aos Participantes que ainda estão na ativa) registrou desempenho positivo*, com valorização da cota de 1,99% em relação ao mês de maio, o que elevou seu valor para R$ 8,12.
 
Contribuíram positivamente para esse resultado as aplicações em renda fixa (títulos públicos federais), com rentabilidade de 2,12%, as aplicações em fundos de participações e fundos imobiliários (1,56%), o segmento de renda variável (ações), que rendeu 4,00%, as operações com Participantes (1,34%) e as aplicações no segmento de imóveis (0,37%). Apenas os investimentos no exterior, com rentabilidade de -13,76%, contribuíram negativamente para o resultado.
 
* Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. 

Fachesf promove 1º Seminário de Previdência



A gestão dos planos previdenciários foi o tema central do 1º Seminário de Previdência Fachesf, realizado pela Fundação nos dias 28 e 29 de julho, por iniciativa da Diretoria de Benefícios.  A ação teve o objetivo de ampliar a visão das equipes que atuam diretamente na gestão dos Planos, além de abordar as questões de operacionalização. Participaram do encontro, os empregados da Fundação que trabalham diretamente com produtos previdenciários, incluindo os agentes da Fundação. 
 
O gerente de Concessão de Benefícios, Rogério Cardozo, e o supervisor de Cálculo de Benefícios Supletivos, Max Mendes (BGC), deram início ao conteúdo programático, abordando as previdências oficial e complementar. A atuária da Fachesf, Natalia Moreira, falou sobre a formação de custeio previdenciário e a gerente econômico-financeira, Maria Elizabete (FGE), sobre a controladoria dos Planos de Benefícios Previdenciários. Para fechar as palestras, o analista de investimentos João Luciano (FGI) falou sobre os investimentos da Fundação. O diretor Raimundo Jorge ressaltou a importância do encontro, no sentido de capacitar efetivamente os colaboradores, com foco nos resultados: "Trata-se de uma mudança de paradigmas. Os empregados tiveram acesso a conteúdos que muitas vezes ficam restritos às pequenas equipes. Isso renderá muitos frutos para o dia a dia desses profissionais. Foi, sem dúvida, um momento muito especial para a Diretoria de Benefícios e para a própria Fundação", afirmou Raimundo Jorge.  

A partir do sucesso do Seminário, e com vistas a oferecer o treinamento a empregados que não puderam fazer parte dessa primeira turma, um evento semelhante será promovido no mês de setembro. 

DIRETORIA - O diretor de Benefícios aproveitou a presença dos Agentes no Recife para realizar uma reunião com o grupo, na manhã do dia 27. Também participaram do encontro os assessores, gerentes e supervisores da Diretoria. Raimundo Jorge nivelou a equipe sobre os assuntos atuais da Fundação e os novos procedimentos da ferramenta de atendimento ao Participante, o CRM. Para ele, o fundamental é que todos estejam sempre cientes da importância da padronização do serviço. "Trabalhamos com foco na excelência do relacionamento da Fundação com o seu Participante, seja no Recife ou em qualquer Regional. Nossa reunião tratou disso: buscar constantemente os melhores caminhos para estar cada vez mais perto do nosso Participante", disse Raimundo Jorge.

Ambulatório Paulo Afonso ganha canal Mais Que Notícia



O canal Mais Que Notícia (MQN) acaba de ganhar mais um ponto de exibição: o Ambulatório Paulo Afonso. Com um fluxo intenso de Participantes Ativos e Aposentados, o local passou a contar com mais informações sobre previdência, finanças, saúde e o que acontece de mais importante na Fachesf. A instalação foi realizada na quinta-feira 21 de julho, numa parceria das equipes da Assessoria de Comunicação da Fachesf (ACI), do Ambulatório e de Tecnologia da Informação (TI) da Chesf Paulo Afonso.
 
A reação imediata dos Participantes foi muito positiva. “Eu já conhecia o sistema, das vezes que fui à Central de Relacionamento, no Recife, ou aqui na Agência (FAPA). Sempre achei interessante. Mas aqui é ainda melhor, porque é um local onde normalmente a gente espera. Então, aproveitar esse tempo para receber informação relevante é muito bom”, disse o chesfiano Eliseu Lima do Nascimento.  A aposentada Maria Célia Ferreira Galvão se mostrou surpresa quando chegou ao local e percebeu a TV com notícias: “Não esperava encontrar essa TV aqui. Estou vendo que tem dicas de saúde, de finanças, notícias da imprensa. Muito bom. Adorei”, comentou. O aposentado David Vieira de Alencar também aprovou o canal: “Eu sempre via na Agência e pensava: por que não aqui no Ambulatório? Agora, chegou. E a gente só tem que agradecer esse presente”.
 
Atualmente, a Fachesf conta com cinco monitores do MQN, instalados nos locais de atendimento presencial de maior fluxo de Participantes, Assistidos e Beneficiários, que são: Central de Relacionamento (Recife/Sede), Ambulatório Paissandu, FARE (Chesf/Recife), FAPA (Agência Paulo Afonso) e, a partir de agora, Ambulatório Paulo Afonso. A média de visualizações é de cerca de 10 mil pessoas por mês, contabilizando todos os pontos.

TV Fachesf: entenda como funciona a Auditoria Técnica

Você sabe como atua uma equipe de auditoria técnica dentro de um plano de saúde? No caso dos planos administrados pela Fachesf, são movimentados por mês cerca de 19 milhões de reais, entre consultas, procedimentos cirúrgicos, exames, hospitais etc. Para gerir a movimentação desse montante, é preciso, sobretudo, muito controle, papel desempenhado pelas auditorias médica e administrativa da Fundação.  O mais novo vídeo da TV Fachesf explica como essa atividade acontece. Para assisti-lo agora mesmo, clique aqui


Gênero, raça e minorias sociais voltam a ser discutidos

Qual a diferença de raça e etnia? Existe preconceito racial? É fácil distinguir os conceitos de sexo, gênero e orientação sexual? A mulher sofre discriminação? Os idosos são tratados com equidade? As pessoas com deficiência recebem o respeito que merecem? Responder a perguntas como essas muitas vezes não é fácil. Sair da zona de conforto para abordar temas polêmicos pode não ser cômodo, mas, sem dúvida, traz grandes benefícios a quem se propõe.
 
Com o objetivo de levar os colaboradores da Fachesf a refletir, discutir e compartilhar suas ideias, o Comitê de Gênero, Raça e Minorias Sociais realizou, no último dia 27, a quarta e última turma da Oficina O que é equidade?. A atividade faz parte do Programa Pró-Equidade da Fundação e teve o objetivo de discutir o equilíbro entre as pessoas não apenas como uma questão nacional, mas dentro da Fachesf e na própria vida pessoal de cada um. Com essa turma, mais de 200 pessoas foram contempladas, dentre empregados, estagiários e prestadores de serviço. A quarta Oficina contou com a especial participação dos agentes da Fachesf, representando os colaboradores

da Fundação em todos os estados nos quais está presente.  A diretoria executiva fez questão de abrir o evento e ressaltou a sua importância para a entidade, os que nela trabalham e seus Participantes ativos e aposentados.
 

Portas da Central de Relacionamento são automatizadas

Empenhada em proporcionar cada vez mais comodidade e segurança aos seus Participantes, a Diretoria de Benefícios da Fachesf acaba de avançar no processo de modernização da estrutura da Central de Relacionamento, dessa vez com a automatização das portas de vidro da entrada principal do prédio sede. “Essa é uma ação que compõe um projeto maior. Já reformamos as áreas das equipes de atendimento presencial e de suporte, trocamos todas as janelas para melhorar a climatização e padronizar visualmente os ambientes, dentre outras melhorias”, comentou o diretor de Benefícios, Raimundo Jorge. Além de gerar economia para a Fachesf (evitando o escape da refrigeração local), a automatização da porta propicia aos empregados e Participantes mais comodidade, segurança, e saúde. “As antigas portas, por estarem abertas por mais tempo, 

permitiam  a entrada da poluição externa e até de insetos, como o Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya”, complementa o diretor.

Segurança do sistema de acesso à sede é reforçada

Visando a maior segurança e bem-estar dos seus empregados e Participantes, a Fachesf  está parametrizando o sistema de acesso ao prédio sede (Paissandu), a partir do perfil de cada usuário: se pedestre ou motorizado. A partir de agora, com maior controle biométrico, o Participante que entra a pé na Fundação só pode deixar a entidade pela mesma catraca eletrônica que entrou. Já os que acessam a sede de veículo só podem sair da Fundação utilizando a mesma modalidade. O critério não será aplicado aos colaboradores da casa que, em função das atividades laborais, precisam transitar por diferentes acessos durante o dia. A ação garante que o estacionamento seja utilizado - de forma privativa - pelos empregados ou Participantes que estejam de fato em atendimento na Central de Relacionamento ou no Ambulatório. Assim, todos podem usufruir do serviço, que é gratuito, mas com vagas limitadas.
 
Desde 2015, a Fachesf tem investido em infraestrutura tecnológica para seus processos de segurança patrimonial, com instalação de câmeras de vigilância, cancelas e catracas eletrônicas, além de outras medidas que visam a segurança dos


colaboradores e Participantes. 

A Central de Serviços (FCS) aproveita para lembrar a todos os chesfianos que ainda não têm a sua biometria cadastrada para o acesso, que providencie na próxima visita à Fachesf, na portaria principal (Praça Chora Menino).